Os transtornos alimentares surgem na infância ou adolescência por vários motivos: A influência da cultura ao corpo, a pressão por ser magra  e muitos outros motivos que levam as pessoas adquirir esse transtorno. A maioria que possui esse tipo são obesas. E sim, tem tratamento. 
   A melhor indicação para isso é a procura de um médico psiquiatra juntamente com a terapia cognitiva comportamental, porque auxiliam os pacientes com os pensamentos distorcidos sobre a imagem corporal e o com o remédio ajuda a aliviar a ansiedade e o impulso por comer. É muito sério e importante se chegar num prognostico ou diagnostico. Porque o maior problema é que isso possa virar um ciclo vicioso em que a pessoa tenta fazer várias dietas, mas o cérebro e nossas emoções atrapalham nesse tratamento. Por isso, vale lembrar que pressionar uma pessoa para emagrecer não vale a pena, mas indicar o caminho para resolver a causa que está levando a esses impulsos, o que falta e porque está precisando completar sua emoção através da comida. ( Revista brasileira de psiquiatria e meus conceitos. Helen Amaral).

                                                             (Atrevida uol)

       Os adultos precisam estar sempre de "olho" nas adolescentes que exageram, e são influênciadas por um mídia exagerada. Não é necessário cortar todas as coisas gostosas na adolescência e muito menos na fase adulta. As dietas muito restritivas já foram comprovadas que aumentam a compulsão. Por isso, é ter consciência no que se come, no excesso e também em muitos casos em diminuir muito. Como sempre digo precisa existir um equilíbrio entre o que comer, e não comer. Você precisa saber que para ser magra depois que já engordou terá que se reeducar para sempre porque senão, volta a engordar novamente e o dobro. 
    E pensando assim, que eu digo, ninguém ficará sem comer o que gosta para sempre, né? É preciso dosar. Se quer emagrecer 1x no mês, uma 1x na semana, dependendo do seu objetivo. Mas o nutricionista mesmo que queira cortar coisas, você também precisa de um tempo para o seu corpo absorver a mudança alimentar. Não dá para mudar radicalmente, nem da água para o vinho do dia para outro, é no seu tempo a mudança, e o emagrecer. Mas, para ser magra saudável. Você têm que saber que precisa fazer essa mudança ao longa da vida. Não só um período. E voltar os velhos hábitos. 
   Procure sempre um nutricionista para te ajudar! E se você tiver compulsão sugiro um psicólogo e também um psiquiatra para saber qual a causa desse problema. É importante o acompanhamento multiprofissional em casos de compulsão porque alguns casos está por trás não só o transtorno alimentar, mas um transtorno sério que precisa ser cuidado! Vamos ficar alerta porque comer saudável é saúde!

                                                      ( salada spoleto)



Deixe um comentário