Reflexão :  Os desejos jamais morrem, os sonhos, talvez, ou deixamos as pessoas matá-los?

   paciente A sempre foi uma pessoa indecisa quando estava entrando para o vestibular. Mas, não tanto. Porque o maior amor da sua vida era ser psicóloga. Sua indecisão era mais por sentir desejo em agradar seus pais. Mas, como isso acontecia muito raramente. Ela tentou agradá-los por seguir direito e viu quanto era imatura, e não sabia muito bem como assimilar todo aquele conteúdo todo de direito. Então, resolveu seguir seu maior desejo por ser psicóloga. 



  

  Mas, não era tão fácil quanto imaginaria, mesmo que tivesse pouco conteúdo em relação a psicologia, vinha uma carga muito pesada através do desagrado dos seus pais. Mas, especificamente seu pai. Que sempre lutou em deixa-lo feliz por suas escolhas. Mas, no meio do percurso veio a humilhação tanto pelo pai, quanto pela tia por fazer algo que te deixa feliz, mas não era possível ganhar tanto dinheiro. Mas, como seu desejo continuou em alto fez tudo corretamente, estudou, concluiu no tempo certo. Terminou sua faculdade, mesmo no meio das humilhações que estudar psicologia era NADA. Até que resolveu terminar direito aonde parou. E voltar a agradar sua família ( que iludida)! Direito tinha sua carga por si só, difícil, nem todos têm o dom de saber todo conteúdo que vem com direito tão facilmente.

  A paciente A ficou livre das humilhações, matou seus desejos e sonhos em pró de sentir amada. Até que chegou um dia e percebeu que não era esse amor que ela precisava, era do apoio que nunca veio da forma esperada. E ficou mais uma vez decepcionada por ter abandonado seus sonhos, por achar que seria amada, valorizada. E isso nunca aconteceu. A paciente mais vez se vê entre a cruz e a espada, tentando se equilibrar entre o bom, e o desejável.
  Porém, com a certeza que nunca virá apoio simples. Mas sempre terá o peso de ter que lutar por seus sonhos, porque são seus. E cortar de uma vez por todas, as chances de um dia se sentir valorizada como muitas amigas são, pelos seus desejos, porque para algumas pessoas o dinheiro é muito mais importante que ser feliz. Mas, para paciente A, ela aprendeu que precisa lutar contra a maré. Para sobressair da multidão para ser feliz, porque ninguém vai apoiar ela em NADA. A não ser raríssimas pessoas. Por isso, corra atrás dos seus desejos, antes que eles morram e você vai precisar lutar contra a depressão por não poder mais sonhar.  

Deixe um comentário