Hoje, quando estava pensando sobre o que eu iria compartilhar aqui no blog, veio essa imagem do que pode ser indispensável para mim. Será que um trabalho, ou um setor, ou seu cargo se tornou indispensável? Algo que você não poderia pensar viver sem, ou quem sabe até um grande amor? Será que um amor também se torna dessa forma na vida das pessoas, depende do amor até que sim, porque para as mães seus filhos são assim. Isso não é ruim, mas temos que pensar que sentimentos está por trás desses sentimentos todos. Vamos ver a seguir..

Até que ponto não podemos mais viver sem aquele cargo importante ou, até mesmo você se torna tão importante dentro dessa empresa que aquelas pessoas ali não sabem fazer o que você faz, seu chefe precisa tanto de você. Porém, nessa crise eu não acho que as pessoas se tornam assim tão importantes a ponto de não sair desse ambiente profissional, porque não tenha outra pessoa que faça, o que você faz.
Um amor não torna assim tão importante, porque ele, ou ela, pode ser loucamente apaixonado(a) por você, portanto os sentimentos são tão vulneráveis que todos podem ser dispensáveis. Isso até triste pensar que não podemos significar algo para alguém, isso é fato. Mas, é uma realidade até antigamente, as pessoas eram dispensáveis mas não sabiam disso, ou eram obrigadas a viver dentro de um relacionamento que não fazia bem mais..por dependência financeira ou emocional.

Com tudo isso, eu quero mostrar que nada, nem ninguém é tão importante que você consiga controlar, seja profissional, pessoal, as pessoas são sim inesperadas o que era ontem, não é mais hoje. O controle é algo que não temos como dominar, apesar de pensar que as pessoas vivem nessa falsa segurança, ela não é real. Os sentimentos fazem parte de um emocional que até é instável. Por isso, penso que autoconhecimento é que te faz sentir mais seguro diante de você mesmo, e da sua vida. Pois, até nossos pensamentos nos boicotam o tempo inteiro, dessa forma não existe segurança completa. Isso é uma ilusão que criamos em nossas mentes. 


A nossa mente é como essa imagem tem um caminho que não conhecemos, até que, nos tornamos conscientes dos nossos desejos, das nossas vontades. O autoconhecimento é uma liberdade contra o controle das situações, ou pessoas. E isso realmente leva tempo, mas quando olhamos para dentro, e para nós mesmos , isso leva a maturidade do emocional. Por consequência, esse conhecer nos dá segurança em nós. Porque começamos a conhecer a nosso real self. (eu real) .






Olhar para dentro é encontrar a nossa luz interior que brilha, nosso amor próprio escondido como esse sol que brilha, que nasce lindo. Mas, se você não perceber o sol ao nascer, é como não ver você.

Esse texto de hoje é inspirado numa reflexão que fiz esses dias. E essa imagem me inspirou muito. Adoro ficar olhando o sol, além daquela vitamina D esperta, trás tanta alegria. Contemplar faz parte de se importar com as coisas simples da vida.

Ah, lembrei de dizer que nesse meio tempo e autoconhecimento, a psicologia para mim é indispensável, apenas. :)


Bom sábado pessoal,


xoxo :)

Deixe um comentário